GEOPROCESSAMENTO TERRITORIAL E AMBIENTAL

Geoprocessamento é considerado o conjunto de tecnologias de coleta, tratamento, manipulação e apresentação de informações espaciais. Sua utilização para o planejamento, estudos e projetos territoriais e ambientais é atividade indispensável, no entanto, o seu uso profissional exige conhecimento stricto sensu.

O Geoprocessamento Territorial consiste no uso das Geotecnologias aplicado ao Planejamento e Gestão Territorial. Seu uso tem sido de fundamental importância para a aplicação da legislação territorial no espaço geográfico, como os Zoneamentos Ecológicos Econômicos – ZEEs e os Zoneamentos Municipais. Destacam-se também os mapas de risco, de adequação tarifária de impostos, controle de ocupações e construções irregulares, estabelecimento e/ou adequação de modais de transporte, de redes de infraestrutura, entre outros.

O Geoprocessamento Ambiental está relacionado ao uso das Tecnologias de Informação Geográfica aplicadas ao Planejamento e Gestão Ambientais. Destacam-se os mapas de Áreas de Preservação Permanente – APP, de Unidades de Conservação da Natureza e de outras categorias de Proteção Ambiental, de áreas de risco de movimentos de massa e inundações, de monitoramento climático, de aspectos fitoecológicos, etc.

O Geoprocessamento se aplica ainda há outras áreas do conhecimento, como as humanas e sociais com seus mapas e análises de aspectos populacionais, socioeconômicos, epidemiológicos, etc. Na verdade, o uso e as aplicações do Geoprocessamento são incontáveis e como ressaltam diversos autores, se ‘onde’ é a sua pergunta, o Geoprocessamento é a sua ferramenta.

Em tempos de pandemia declarada decorrente do COVID-19, o Geoprocessamento tem sido uma das mais importantes ferramentas de análise e divulgação do conhecimento epidemiológico desse vírus. A própria origem do GIS (Geographic Information System) é associada por muitos autores à área da saúde, quando durante um surto de cólera em Londres entre 1848 e 1849, John Snow identificou através de mapas a ocorrência das doenças com os pontos de coletas de água, relacionando os agentes transmissores da doença com os serviços de distribuição de água. Vale lembrar que na época o vibrião do cólera ainda não era conhecido.

Dado seu amplo espectro, o manejo científico do Geoprocessamento é bastante rigoroso, exige do analista conhecimentos de Cartografia, Topografia, Geodésia, Sensoriamento Remoto, Fotogrametria, Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados (SGBD), Sistemas de Informação Geográfica (SIG) e Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). O uso do Geoprocessamento sem estes conhecimentos fundamentais pode levar a diversas inconsistências nos resultados gerados, apesar de as vezes, apresentarem ‘boa aparência’ em seus layouts.

Algumas empresas de Consultoria Ambiental têm utilizado este conjunto de ferramentas de Geoprocessamento de forma primária, gerando falsa informação espacial, ao colocarem profissionais para assumirem essa função sem os conhecimentos de base que são exigidos legalmente.

O uso profissional do Geoprocessamento corresponde aos Geógrafos e aos Engenheiros Agrimensores e Cartográficos. Os demais profissionais podem realizar mapas específicos de sua área de atuação, mas nem sempre têm habilitação legal para o Geoprocessamento. Algumas categorias profissionais podem elaborar mapas específicos, relacionados à sua área de atuação, mas não possuem conhecimento técnico suficiente para a ciência do Geoprocessamento, daí os erros gerados no mercado profissional.

O uso do Geoprocessamento aplicado aos estudos e projetos territoriais e ambientais têm se mostrado como ferramenta altamente eficaz, no entanto, o seu uso profissional exige formação específica, regulamentada para esta área do conhecimento.

A Hygeia Consultoria Socioambiental possui experiência técnica comprovada em dezenas de projetos de Geoprocessamento aplicado ao Planejamento e Gestão Territorial e Ambiental. Ao todo, tem contribuído para o desenvolvimento de mais de 10.000 hectares de áreas com elevada sustentabilidade ambiental e socioeconômica. Caso você necessite de Consultoria Técnica Especializada em Geoprocessamento nos contate em Fale Conosco.

Deixe uma resposta

Fechar Menu